A indisciplina em sala de aula

parte-2

Na semana passada, falei um pouco sobre a autoridade em sala de aula. No artigo, dialoguei um pouco sobre como os professores estão tendo atitudes inadequadas e abusos de seu poder. Hoje, gostaria de falar um pouco sobre como o comportamento dos alunos pode influenciar, positiva ou negativamente, no processo do ensino aprendizado.

A escola mudou muito com o passar dos anos. É inegável que o comportamento dos professores – e também dos alunos – sofreu grandes e significativas transformações.

Antigamente, os professores eram bravos, rígidos, impunham o respeito através do medo – não muito diferente do que ocorre atualmente – e faziam uso de técnicas de punição com técnicas agressivas. A violência corporal estava muito presente: o uso da palmatória, alunos ajoelhando no milho e até os puxões de orelha eram comuns. A relação entre pais e filhos também oferecia ao professor tal liberdade na “educação” de seus filhos.

O trabalho, naquela época, era prioridade. Os jovens em idade escolar eram obrigados a trabalhar, o que deixava a escola em segundo plano. Hoje, os pais trabalham incansavelmente para poder oferecer mais de 10 anos de educação formal, onde os jovens se dedicam apenas à escola.

Mesmo assim, encontramos problemas. As crianças apresentam graves problemas de comportamento. Indisciplina está presente em quase 100% das escolas brasileiras, sejam elas públicas ou privadas.

Os motivos para a indisciplina são muitos! Mas, certamente, uma grande maioria está ligada às famílias pelos quais os jovens estão inseridos. A educação oferecida em casa está cada vez mais escassa. Os pais estão ausentes, seja por causa do trabalho, como por individualismo; O trabalho está tomando conta de grande parte do tempo que os pais poderiam estar com seus filhos; Muitos pais sofrem com dificuldades financeiras e acabam colocando uma grande parte de seu descontentamento em seus filhos. Fora isso, o núcleo familiar mudou.

Se formos falar de família, pensamos em vários modelos. Dois pais, duas mães, um pai e uma mãe, pai solteiro, mãe solteira, dois avós. Isso é importante para a diversidade. Essa variedade contribui para que possamos compreender e aceitar os indivíduos. Um grande problema que ocorre nas famílias atuais é que o cuidado dos filhos acaba sendo repassado para as avós. Muitos jovens estão sendo criado com suas avós, mesmo possuindo pais vivos, casados, mas ausentes.

A ausência dos pais, os problemas financeiros, o trabalho, divórcios, entre outros fatores, influenciam no comportamento da criança e do adolescente em sala de aula. Não generalizando, mas o professor deve entrar em uma sala de aula preparado para entender esses problemas e fazer de tudo para que eles não sejam exaltados em ambiente escolar. As crianças já sofrem muito em casa e não precisam ser criticadas e terem a autoestima diminuída também na escola.

A escola é um ambiente de aprendizagem, principalmente, mas também é um ambiente de cumplicidade, brincadeiras, alegrias e conquistas. O professor tem que ter em mente isso.
Agora, também não precisamos, como professores, aceitar tudo que os alunos fazem. Se um aluno continua a jogar suas folhas de exercício no chão, apenas ele está perdendo o conhecimento. Se ele insiste em jogar bolinhas de papel em seus colegas, ofereça uma atividade que distraia sua atenção. Tudo tem uma saída viável que não precise de desestabilização docente, nem de técnicas violentas ou de influência na autoestima.

Os alunos estão cada vez mais apresentando casos de indisciplina, mas, os motivos para isso são muitos e, cabe também a nós, professores, entender alguns motivos e evitar que eles se sobressaiam em sala. Sejamos mais humanos, sem perder nossa racionalidade, e resilientes. Nem todo mundo é ruim porque quer.

* Este é o segundo de três posts sobre educação que serão postados no mês de dezembro, visando uma educação de qualidade e forte em 2017.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s