Artigo de Opinião: Os benefícios das aulas em ambientes virtuais

Skype

As mudanças tecnológicas trouxeram melhorias nos diversos campos de trabalho e na sociedade. É inevitável que a educação também sofresse influência dessas mudanças.

O Skype é uma plataforma de chamadas de vídeo entre duas ou mais pessoas de qualquer lugar do mundo. É usado por mais de 150 milhões de pessoas, sendo o serviço de comunicação entre computadores mais usado do planeta. Mas qual então seriam os benefícios dessa rede para o processo de ensino-aprendizagem? A resposta para essa questão é simples.

As pessoas estão cada vez mais sem tempo para realizar atividades, o trabalho consome quase o dia inteiro do cidadão, a rotina de casa acaba desgastando até o mais forte dos trabalhadores, os estudantes passam horas e horas nas escolas e o tempo acaba se tornando cada vez mais escasso.

É nesse ponto que o ensino via Skype se torna tão importante. Por ser uma plataforma disponível 24 horas por dia, o professor pode oferecer seu trabalho a qualquer hora do dia e o aluno pode se adequar ao melhor horário que se encaixe em sua rotina. A facilidade, a comodidade e o conforto de estudar sem sair de casa é um benefício quase que principal de quem estuda online.

Outro aspecto positivo é que a qualidade do trabalho docente continua a mesma, assim como sua atenção e dedicação exclusiva ao aluno. O professor ainda vai tirar todas as dúvidas, vai conseguir repassar todo o seu conhecimento e ainda vai poder utilizar sites, vídeos e material online extra para poder complementar suas aulas, tornando-as dinâmicas e funcionais.

Há também a questão financeira. O investimento de uma aula em ambiente virtual é inferior, já que não são inclusos os gastos do imóvel, luz, telefone, funcionários ou demais taxas.

Por fim, engana-se quem pensa que a educação online é inferior, de má qualidade ou apenas voltada para quem não gosta de estudar. Essa modalidade, que só tende a crescer, é tão boa quanto a presencial, depende do discente aproveitá-las ao máximo.

Anúncios

Sobre o ensino individualizado

ensino individualizado

A educação é a principal ferramenta que o homem possui para mudar o mundo em que vive. Tudo o que fazemos gira em torno da educação. Através dela surgem as demais profissões, os demais campos de pesquisa e as demais relações humanas. É a base da convivência humana, é por onde o indivíduo tem possibilidade de conhecer cada vez mais sobre o mundo em que vive, assim transformando-o de acordo a suas próprias necessidades.

É no âmbito escolar que a educação está mais presente. É por onde a relação entre professor e aluno deve estar mais consolidada, mais intensa para, assim, fortalecer o processo de ensino.

Sabemos que, no entanto, muitos problemas interferem no trabalho docente e, consequentemente, no processo de aprendizagem. As salas de aula atuais contém uma quantidade exacerbada de alunos dividindo um mesmo espaço, a heterogeneidade da sala, o bullying, empatia docente, dificuldades de aprendizagem, entre outros.

Consideramos, então, que muitos problemas de aprendizagem estão relacionados a essas interferências. O professor, contudo, tem que mediar seu trabalho para satisfazer as necessidades de aprendizagem de dois tipos de alunos: o que possui alta compreensão e o que possui maiores dificuldades em determinado assunto. O que ocorre é que muitos alunos, por timidez, por medo de ser julgado ou mal interpretado, por dificuldade em entender seu professor regular ou por receio de ser intimidado por seu próprio professor, volta para casa com dúvidas, sem conseguir resolver exercícios e frustrado por não conseguir acompanhar o resto de sua classe.

É nesse estágio que entra o trabalho do ensino individualizado. O trabalho particular tem como principal função, sanar as possíveis dúvidas e ensinar os alunos com dificuldade de uma maneira descomplicada, direta e com base em seu conhecimento prévio. É a maneira que ele tem de se sentir a vontade com um educador voltado só para suas necessidades, sem preocupação com tempo, conteúdos programados ou com o resto da sala.

No Brasil, o ramo de educação individualizada vem crescendo. Escolas como Tutores ou Kumon oferecem diferentes tipos de apoio pedagógico. Atualmente, temos também milhares de professores espalhados pelo país, que também oferecem seu trabalho, e meios para consolidar a educação.

Não é certeza que todos os alunos que buscam o ensino individualizado saiam sabendo tudo, nem é certeza que todos conseguirão gabaritar todas as provas, mas o apoio pedagógico auxiliará a criança, o jovem ou o adulto a longo prazo. Possibilitará a ele criar seu próprio ritmo de estudo e a trabalhar com seus conhecimentos prévios, motivando-os mais, o que possivelmente refletirá em seu rendimento escolar.