Introdução

Introdução.JPG

Era uma noite chuvosa. Estava sentado assistindo um dos seriados que mais apreciava na televisão. Para não manter o costume, pensava nos possíveis destinos que poderia criar para minha vida e carreira profissional. Tinha 17 anos, auge das grandes transições ocorrentes na vida, e ainda não tinha em mente qual carreira eu poderia seguir. Por gostar da maioria das disciplinas do Ensino Médio, eu tinha muita dificuldade de excluir alguma das minhas opções da graduação.
Eu poderia muito bem ter ido para as artes, cujo foco me atraía muito, assim como eu poderia ter ido para a gastronomia, arquitetura, engenharia química ou física. A pressão era muito grande. As escolas atualmente têm um pensamento voltado à necessidade de passar em uma faculdade pública e em algo que dê muito dinheiro.
Cansado das adversidades entre as opiniões das pessoas que me cercavam, acabei decidindo entrar na graduação de Pedagogia. Fui contrário a tudo e a todos, mas segui o que estava a meu alcance e, realmente por falta de opções e opiniões concretas, comecei o curso. Insatisfeito no início, mas muito interessado no final.
A educação brasileira está um tanto quanto ultrapassada. Como professor, sempre tentei trazer a modernidade para dentro da sala de aula e, mesmo sem perder o contato com os fatores históricos e sociais, tentei fazer os alunos se interessassem pelos conteúdos, sem que se distanciassem do ensino tradicional.
Lembro-me do primeiro dia de aula que minha coordenadora de curso me fez uma pergunta sobre o porquê de eu estar matriculado naquele curso. Não sabia responder. Nada me vinha a mente. Com o tempo, acabei descobrindo que trazer novas perspectivas para o processo de ensino-aprendizagem era o meu interesse. Criar maneiras de fortalecer esse processo e sanar dificuldades e problemas existentes nas escolas, como o bullying, ansiedade e demais transtornos de maneira simples e com envolvimento de todos.
Eu poderia ter me transformado em um musicista, certamente, mas se eu não arriscasse uma nova vertente de estudo, jamais teria me apaixonado pela educação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s